Preservação Ambiental

Desde sempre, o convívio urbano agride o meio ambiente, poluindo-o de diversas formas. A falta de controle e de conhecimento sobre fatores de degradação ambiental, colabora para o aumento da vulnerabilidade dos nossos biomas.

O estilo de desenvolvimento econômico atual estimula o desperdício: automóveis, contaminam o ar, eletrodomésticos, roupas e demais produtos são planejados para terem vida curta – obsolescência programada – levando a população a um consumo exacerbado. Quanto mais acelerado o desenvolvimento tecnológico, maior o ritmo de alterações provocadas no meio ambiente.

A reversão desses fatos representa um grande desafio para nós como indivíduos e para as empresas, exije a construção de uma perspectiva mais racional e sustentável.

A preservação ambiental tem se tornado cada vez mais foco de preocupação social. A mudança dos hábitos dos brasileiros em relação à natureza aumentou 30% nos últimos 15 anos, segundo dados do Ministério do Meio Ambiente. Este, é um sinal que o cenário vem se alterando aos poucos, e que ainda sim, há muito para aprimorar.

O ato de preservar, vem para defender aquilo que é precioso para nós. Para os povos indígenas as árvores são sagradas, pois são reconhecidos os benefícios de sua existência. Diante disso, percebemos a divergência cultural, e o que podemos absorver de positivo em nossas raízes para implantar nas atividades econômicas atuais.

A preservação da natureza está atrelada diretamente à preservação de nossa economia. Cuidar do meio ambiente, e trabalhar em prol de um mundo mais sustentável é o futuro financeiro. Criar formas mais conscientes de lucrar, pode ser benéfico para o meio ambiente.

Categories:

Tags:

Comments are closed