O Consumo Consciente

Segundo o Ministério do Meio Ambiente o consumo consciente é:

“Uma contribuição voluntária, cotidiana e solidária para garantir a sustentabilidade da vida no planeta”. Mas será que é tão simples?

Proveniente do consumo sustentável, o conceito de consumir de maneira mais consciente não se trata apenas da escolha entre comprar ou não algo que você deseja. Principalmente, está relacionado a refletir sobre o impacto ambiental, social – até em suas finanças – que a produção, compra e a venda de diversos produtos gera. Dessa forma, consumir conscientemente tem tudo a ver com a Sustentabilidade. 

Um consumidor consciente sabe que é fator determinante da expectativa de vida do nosso Planeta. Por meio do ato de consumo, podemos indicar para as marcas que tipo de produtos desejamos que sejam fabricados. Se consumirmos itens de marcas que não contemplam a transparência em sua governança e não demonstram responsabilidade com a natureza e as pessoas, incentivamos a indústria a se acomodar.

Entendendo isso, pode-se dizer que o consumo consciente é caracterizado por quatro dimensões: consciência ecológica, economia de recursos, reciclagem e planejamento do consumo.

A consciência ecológica espelha a fase de aquisição de um bem material, indicando a preferência dos consumidores por produtos, serviços e empresas ecologicamente corretos. 

A economia de recursos indica a fase do uso dos recursos, tendo como base a redução do desperdício, tais como de água e energia elétrica.

A reciclagem trata da fase de descarte, com práticas que permitam a reutilização e reaproveitamento de materiais, como a separação dos produtos descartados para serem reutilizados.

O planejamento do consumo refere-se à compra racional dos produtos no nosso cotidiano e à preocupação em reutilizar sempre que possível.

Todos esses pontos, impactam de forma muito positiva e que muda nossa dinâmica com a indústria atual, fechando o ciclo da economia e fazendo a nossa parte como seres humanos e cidadãos. 

No Brasil, as boas práticas já estão no radar do consumidor. Mas, há um longo caminho que precisa ser percorrido para que as pessoas entendam que as suas atitudes produzem efeitos coletivos e, principalmente, cumulativos na sociedade.

Vale lembrar que quem pratica o consumo consciente tem ganhos individuais, como a oportunidade de exercer a cidadania e fazer a diferença na sociedade em que vive. Todo nosso comportamento gera impacto no planeta, na economia e nas nossas vidas. E com o consumo não é diferente. Por isso, é necessário repensar a forma que compramos e descartamos, em prol de Todos. 

Categories:

Comments are closed